RESULTADO – QUIZ F5 (2)

 

 

 

 

 

 

Depois de muita dúvida quem escolher como primeiro lugar, decidi que premiaria os três primeiros. O primeiro ganhará a caneta do Terror Háza e o segundo e o terceiro ganharão trufas e marcadores de livros trazidos da Espanha. Vejamos os vencedores:

 

1º Lugar – Ricarth Ruan 9º A

O que é?

A casa do Terror é um museu em Budapeste, capital da Hungria. Ele expõe conteúdos relacionados  com o fascismo e o comunismo dos regimes do século 20, na Hungria.

História

Tendo sobrevivido a dois regimes de terror,  sentiu-se que a  Hungria devia erguer um memorial adequado às vítimas, e ao mesmo tempo para apresentar um retrato de como era a vida para os húngaros, naqueles tempos então:

Em dezembro de 2000, a Fundação Pública para a Investigação da Europa Central e Oriental História e Sociedade comprou o edifício com o objetivo de criar um museu , a fim de comemorar estes dois períodos sangrentos da história húngara .

O design interno, o aspecto final do museu, exposições , hall e da fachada externa é toda a obra do arquiteto Átila F. Kovács.  Depois da reconstrução ele ganhou um exterior que o destaca dos outros edifícios na Avenida Andrássy.

Exposições

O museu que foi inaugurado em 24 de fevereiro de 2002, agora tem exposições com relação ao  comunismo e do fascismo e contém material sobre as relações da Hungria com a Alemanha nazista e a União Soviética.

Também é mostrada informações sobre organizações húngaras. Como o AVH, um tipo de polícia secreta como a KGB.  Parte da exposição leva os visitantes até o porão, onde podem ver exemplos de células que o AVH machucar a vontade de seus prisioneiros.

Grande parte das informações e as exposições são em húngaro, embora cada quarto tenha uma ficha extensa em Inglês e Húngaro. Lá há também guias de áudio em Inglês e Alemão disponível.

Não é permitido fotografar ou filmar no interior do edifício.

 

Links:

Meus vídeos:

Para mais informações (sobre história, exposições e as fotos) assista o meu vídeo: Terror Háza – Ricarth Ruan – 9º “A”. http://www.youtube.com/watch?v=v4wRSHDoLKk

Para mais imagens veja o meu vídeo: Fotos Terror Háza – Ricarth Ruan – 9º “A”  http://www.youtube.com/watch?v=_ZCIdughw1c

História em plantas:

Explore o porão: http://translate.google.com.br/translate?js=n&prev=_t&hl=pt-BR&ie=UTF-8&layout=2&eotf=1&sl=en&tl=pt&u=http://www.terrorhaza.hu/en/exhibition/basement.html

Explore o térrio: http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&tl=pt&u=http://www.terrorhaza.hu/en/exhibition/groundfloor.html

Explore o 1º andar: http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&tl=pt&u=http://www.terrorhaza.hu/en/exhibition/1st_floor.html

Explore o 2º andar: http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&tl=pt&u=http://www.terrorhaza.hu/en/exhibition/2nd_floor.html

Outros vídeos:

O usado na criação de meu vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=MT3JTz-ViPo

 

 

2º Lugar – Tácio Barreto 9ºB

Este edifício, localizado na ex-república soviética da Hungria, foi sede da ocupação nazista e posteriormente soviética na Hungria, as torturas e atrocidades cometidas entre essas quatros paredes renderam ao lugar sua merecida alcunha de “casa do terror”. Dentro do edifício, que agora é um museu podem ser encontrados vários indícios da passagem dos dois períodos mais sangrentos da história recente da Hungria, como câmaras de tortura e de execução. Tanto os nazistas quanto os comunistas cometeram neste prédio vários métodos de tortura, incrivelmente variados e cruéis, típicos do regime de repressão destes em relação aos contrários ao seu ponto de vista. O museu é relativamente novo, já que o prédio só foi comprado em 2000 e só se tornou completamente um museu em 2002. As sombras do teto que reluzem no prédio grafam nas paredes palavra “terror”, presente em vários idiomas, e em todos eles tem conotação maléfica e maliciosa, e os símbolos dos “regimes de terror” que dominaram aquele lugar, a cruz de setas representando os nazistas(pois o símbolo da suástica não pode ser exposto em locais públicos) e a Estrela representado os comunistas.Este museu foi construído com o intuito de erguer um memorial as vítimas,tanto como um retrato do sofrimento do povo húngaro daquela época.Nas salas de tortura(conservadas com os aparelhos e a mobília originais) existem várias fotos de vítimas tanto dos nazistas quanto dos soviéticos(alguns não agüentam as cenas expostas no museu e acabam se retirando),entre estes mortos estão tanto civis quanto lideres políticos locais,que se opuseram contra os dominadores,e acabaram sendo mortos e humilhados em câmaras de tortura.Outros cômodos famosos são as salas dos chefes nazistas e soviéticos,onde eram realizados os interrogatórios.Embora tenha um patrimônio histórico e cultural considerável,é pouco conhecido no cenário internacional,o tornando uma opção a mais para os turistas curiosos que forem visitar a capital húngara,Budapeste.

O “terror” refletido nas paredes, a marca registrada do lugar.

 

Texto: Tácio Barreto

Fotos: http://www.flickr.com/photos/davidhanddotnet/1227474472/

http://www.budapest.xutazas.hu/budapesti_kep_a-terror-haza_2426.html

http://en.wikipedia.org/wiki/File:Logo-of-museum.png

 

3º Lugar – Danielle Patrícia 9ºA

O MUSEU DO TERROR

Budapeste, Hungria.

 

 

O que seria o museu do terror? Não, não existe nenhuma relação com acontecimentos sobrenaturais, monstros com poderes sobre-humanos, nada disso, tudo o que é exibido lá ocorreu de verdade e está relacionado com a história de “terror”da Hungria desde a Segunda-guerra(1939-1945) até a Guerra Fria(1947-1991).

Pesquisei sobre o museu de Budapeste e encontrei diversos comentários em blogues e sites falando sobre o assunto, todos eles afirmam que a visita ao ponto turístico da Hungria foi inesquecível. Neste texto descreverei o que consegui aprender sobre o contexto histórico do museu, Citando as fontes das informações retiradas.

Boa leitura!

O CONTEXTO HISTÓRICO DO MUSEU DO TERROR

Durante a segunda guerra mundial a Hungria alia-se á Alemanha,que, como já visto por nós na matéria de história, havia perdido uma parte significativa do seu território,com a assinatura do tratado de versalhes(1919), e que tentava recuperá-los neste novo conflito.

Como consequência desta união, a Hungria quase não sentiu, de início, o “terror” que estendia-se por toda a Europa durante a segunda guerra. No entanto,ao fim do conflito, os aliados passaram a recuperar a posse dos territórios e a Alemanha estava cada vez mais recuada.

Nesse contexto, o partido nazista húngaro (arrow cross) assume o poder com o objetivo de preparar o país para o ressurgimento de Adolf Hitler e para o re-erguimento da Alemanha.
Em alguns meses mais de 35% da população é assassinada, os judeus são levados á campos de concentração e a cidade fica em ruínas, é iniciado o terror na Hungria.

Para agravar a situação do país, após a segunda guerra, o mundo foi “Bipolarizado”, ou seja,foi dividido em dois polos de poder(O Capitalista-capitaneado pelos EUA- e o socialista- capitaneado pela URSS ) e a Hungria passou á ser domínio soviético.

Inicialmente, a URSS permitiu que houvessem eleições, sendo o partido comunista(o PC) o grande vencedor com a maioria dos votos. Após alguns meses o Partido Comunista toma o poder e escolhe como sede um prédio na rua Andrássy, era reiniciado, deste modo, o terror no país.

O museu do terror é encontrado neste mesmo prédio, e tem como objetivo principal mostrar tudo o que já passou por lá.

Bem, agora eu já expliquei o contexto histórico da criação do espaço, á seguir exibirei relatos de Leandro, dono do Blogue “Cabral as avessas”, que visitou o museu.(Foi concedida a autorização dele para a exibição dos comentários).

Tudo começa com filmes, sons e imagens do domínio nazista.

Os vídeos mostram cenas impressionantes da guerra nas ruas,

os campos de concentração, os prisioneiros sendo jogados ao rio quase

congelado. A sala seguinte mostra a mudança do poder dos nazistas para os comunistas.

Logo na entrada tem um documento da época que diz algo do tipo ‘eu, fulaninho de tal, confesso que até o dia tal, era nazista e cometi diversos crimes

contra a humanidade. Contudo a partir de hoje, dia tal, ingresso

no partido comunista para me reabilitar deste passado.

Prometo que lutarei pela igualdade, justiça ….’ Depois aparece um

cabide que fica girando e mostra de um lado a farda comunista e do outro a nazista. Depois desta sala começa a amostra do período comunista, e tome mais filmes de terror.

No fim da amostra comunista, você entra num elevador, para descer

para o subsolo. O subsolo era aonde ficavam os prisioneiros de guerra,

geralmente políticos, artistas e pessoas influentes que eram contra o comunismo. Sim, por que os judeus iam direto para campos de trabalho forçado.

O elevador já dá todo o clima, ele começa a descer bem devagar com as luzes apagadas, quase parando, então começa a passar um vídeo com o depoimento de um senhor (que trabalhava no local) que conta como era a vida dos prisioneiros e as torturas que sofriam. São momentos angustiantes, parece que o elevador nunca vai chegar. Quando ele finalmente para, você entra nos calabouços e tem uma ideia do terror que se passou por ali. São salas com instrumentos de tortura, outras onde não se consegue ficar em pé (tipo caixas), uma onde não se consegue sentar (como caixões na vertical), salas onde se é obrigado a pisar e dormir na água todo o tempo… Em várias delas estão as fotos dos prisioneiros que morreram lá, são desde poetas a ministros… E é com a visão perturbadora das fotos de todos os desaparecidos da época (numa sala toda vermelha, como se pintada com sangue) que o museu termina.

Algumas pessoas mais sensíveis podem achar mau gosto um museu

que mostra tanta desgraça, como se a ideia fosse lucrar com isso.

Mas se um dia for ao museu vai ver que ele é um tributo a todas as vítimas

deste triste passado. E muito mais que isso, este tipo de museu tem o conceito

de que às vezes é importante um choque destes para saber o quão terrível

o ser humano pode ser, por que só assim podemos evitar de reviver os erros do passado.”

http://cabralasavessas.blogspot.com/2006/06/o-museu-do-terror-de-budapeste.html

COTRIM, Gilberto. História Global Brasil e Geral. Volume único.

 

Após tantas pesquisas, comentários, a vontade de visitar este espaço histórico apenas aumentou.

 

 

Site oficial do museu: http://www.terrorhaza.hu/

 

Vídeo sobre a Terror Háza:

http://www.youtube.com/watch?v=MT3JTz-ViPo&feature=related

Comentários.: Muito bom! Vale á pena conferir!

 

http://www.youtube.com/watch?v=-mCitJQKVYU&feature=related

 

http://www.youtube.com/watch?v=DPaqwK0kFhs&feature=related

Comentários.: Vídeo exibido dentro do museu.

http://www.youtube.com/watch?v=bL1CloSIYVE&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=WrAEggwuN5M&feature=related

 

Um comentário sobre “RESULTADO – QUIZ F5 (2)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s