Atualizando o passado para o presente…

A Era das Revoluções: inglesa, americana e francesa

Revolução Inglesa (Revoluções Puritana – 1640 e Gloriosa – 1688):
“A Revolução Inglesa do século XVII representou a primeira manifestação de crise do sistema da época moderna, identificado com o absolutismo. O poder monárquico, severamente limitado, cedeu a maior parte de suas prerrogativas ao Parlamento e instaurou-se o regime parlamentarista que permanece até hoje. O processo começou com a Revolução Puritana de 1640 e terminou com a Revolução Gloriosa de 1688. As duas fazem parte de um mesmo processo revolucionário, daí a denominação de Revolução Inglesa do século XVII e não Revoluções Inglesas.
Esse movimento revolucionário criou as condições indispensáveis para a Revolução Industrial do século XVIII, limpando terreno para o avanço do capitalismo. Deve ser considerado a primeira revolução burguesa da história da Europa: antecipou em 150 anos a Revolução Francesa.”
http://www.culturabrasil.pro.br/revolucaoinglesa.htm

Revolução Americana (independência dos Estados Unidos):
“Na passagem do século XVIII para o século XIX, com o declínio do Antigo Regime, o liberalismo político e econômico forneceu a base ideológica para a superação definitiva dos entraves que barravam o progresso capitalista. A era das revoluções, iniciada com aA revolta dos colonos ingleses da América do Norte contra a respectiva metrópole foi o resultado de um processo de progressivo amadurecimento, ao, longo do século XVIII, das condições que iriam determinar, no último quartel desse século, a luta em prol de sua independência.”
http://www.algosobre.com.br/historia/revolucao-americana.html
http://educaterra.terra.com.br/voltaire/mundo/2004/01/06/001.htm (mais detalhado)

Revolução Francesa (abolição do Antigo Regime representado pelo absolutismo e o mercantilismo e a consolidação da burguesia no poder):
“A Revolução Francesa significou o fim da monarquia absoluta na França. O fim do antigo regime significou, principalmente, a subida da burguesia ao poder político e também a preparação para a consolidação do capitalismo. Mas a Revolução Francesa não ficou restrita à França. suas idéias espalharam-se pela Europa, atravessaram o oceano e vieram para a América latina, contribuindo para a elaboração de nossa independência política. Por esse seu caráter enumênico é que se convencionou ser a Revolução Francesa o marco da passagem para a Idade Contemporânea.”
http://bibariqueveralui.sites.uol.com.br/revfrancesa.html

FILMES:

Independência dos Estados Unidos

  • O Veleiro da Aventura, de Clarence Brown sobre os colonos de Plymouth e a chegada do Mayflower
  • O PatriotaMel Gibson
  • Revolução, Al Pacino vive um camponês que não escolhe o envolvimento no irremediável turbilhão da revolução de Independência dos Estados Unidos.

Revolução francesa

Grandes monarcas e líderes

Guerras e revoluções

Cultura e ciência

Complementares

  • A Noite de Varènnes, de Ettore Scola
  • Casanova e a Revolução, de Ettore Scola
  • Ligações Perigosas, de Stephen Frears

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 172 outros seguidores